segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Ética no comportamento sexual - I

Algumas questões para reflexão sobre ética no comportamento sexual do ser humano.
Sem juizos morais, sublinho.



Consentimento
É eticamente aceitável obter uma relação sexual com alguém, sem o seu consentimento expresso? A penetração anal induzida e a relação sexual com alguém que está embriagado ou sob o efeito de drogas, são eticamente aceitáveis?

Casamento
O contrato casamento resulta, regra geral, de um acordo entre as partes. Mas é um facto que a sociedade aceita a existência de bordéis, clubes de swing, casas de massagens, etc.
Há lugar a distinção ética numa relação sexual fora do casamento, consoante ocorra com o conhecimento ou ainda o consentimento do outro?
Aqu,i recordo-me de expressões das nosas avozinhas quando os homens iam às meninas como: "Então, que se há-de fazer? Os homens têm outras necessidades!"

Homossexualidade
Hoje, ser um clássico moderno é aceitar que a homossexualidade resulta de uma escolha individual e não de origem biológica. Pois. Acontece porém que as sociedades modernas estão longe de aceitar certos critérios como o casamento ou a adopção de crianças por parte de casais homossexuais. Neste quadro, é eticamente aceitável um casal homossexual fazer questão em casar ou adoptar uma criança?

Poder
A sociedade avalia eticamente da mesma forma o comportamento (em regra condenado) do chefe que tira partido da sua relação hierárquica para obter favores sexuais de um soburdinado e o deste, quando se presta a isso para obter uma promoção? Não me parece.

3 comentários:

GataHari disse...

Não te parece a ti e nem a mim!!!! O consentimento tem de ser mútuo para poder ser pleno, no casamento podem acontecer situações ditas de pouco convencionais com o consentimento de ambos, e na homossexualidade não concordo com a adopção, pois uma criança tem o direito de ter um pai e uma mãe e mais tarde pode optar ou aceitar ou não determinadas situações!Mas enquanto é criança deve ter uma vida "normal"!!!!

DESIRE disse...

Uma relação sexual plena e satisfatória parte e termina no consentimento. Ninguém devia obrigar o outro, muito menos para se vangloriar de uma situação de poder.
Casamento entre homossexuais não me choca, nem a adopção.Tento fugir aos tabus...tento...
Bjs prometidos

Luxúria vs Tentação disse...

Desta não engolimos nem deitamos fora!!!! :O)

*beijos atrevidos*